Poesia · Uncategorized

O bater dos seus corações

mod_article39229626_4f366e000526e

 

Se eu de indiferente presença

Amor, não tem tanta graça

A saudade daquela distância

Ausente inausente quero mais

 

Corrói de fora pra dentro

Amor, o mau sentimento é traça

Mata sem pressa e com rapidez

A alegria de todos os dias febris

 

Mas é fim do ano não é o da vida

Amor, nos sirva de frente sem a vidraça

Faça-se a luz nas luzes das velas

Nos brilhos dos olhos nos olhos

 

Firmemos um pacto e aliança

Amor, olhe o que ultrapassa

Mal antigo e roto esqueça

No passado pior felizes até

 

Fujamos do mistifório biscate

Amor, oriundo ardil de toda a trapaça

A paisagem oca de pedra e víscera

Em vista elísia da nossa mente

 

Cante a canção de notas perenes

Amor, não perceveje ódio e faça

Minha alma e sua a nossa de antes

Com o bater dos seus corações

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s