Poesia · Uncategorized

Restos

01.jpg

Restos,

de galho sem folhas

de letras sem livros

de chão sem poeira

de osso sem pele

de boca sem riso

de grito sem som

de corpo sem nome

de veia sem sangue

de carro sem peça

de casa sem teto

de paixão sem amor

de morte sem vida

de sola sem pés

de aperto sem mãos

 

de um embrião

de pá bem erguida


de fim sem meados.

 

Anúncios

2 comentários em “Restos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s