Pregação e Mensagem Religiosa

Deus não ouve a minha oração? – Republicação

Seria correto afirmar que, quando não somos atendidos em nossas orações, é por que Deus não ouviu? Se pedirmos em outro nome sem ser o de Jesus, não seremos atendidos, obviamente. Supondo que alguém esteja doente e eu ore, mas o doente não seja curado e venha a morrer, o que aconteceu? A conclusão a que chegam muitos é de que Deus não ouviu, porém, a verdadeira conclusão é que Deus deu resposta negativa ao pedido. Chegou a hora! Se orarmos sempre esperando um sim, não estamos aptos nem mesmo pra pedir que seja feita a vontade de Deus. Se queremos sua vontade, isso representará tanto o sim como o não, tanto o agora como o depois ou, talvez, o nunca. Tiago diz uma das possibilidades da recusa para um pedido proveniente da oração: Tiago 4,2: “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.” Se pedirmos a nossa própria ruína e morte espiritual (ou até o mal de alguém), Deus deveria nos atender? Quem pode decidir se alguém precisa ser curado ou morrer senão O Criador? Mas se oramos sempre querendo ser atendidos, já nos esquecemos de como devemos orar de acordo com a lição do Pai Nosso. Nele está incluída a sentença: “Seja feita a Tua vontade, assim na terra, como no céu.”
Fica totalmente comprometido o pedido que não carrega o desejo de ser feita a vontade de Deus. A facilidade de orar será incrivelmente maior e a percepção dos resultados será diária, se nos entregarmos à vontade Dele. Sem ser pela vontade de Deus estaremos sempre descrentes com relação a se somos ouvidos ou não. Deus ouve sempre as nossas orações no nome do Mestre, mas, às vezes, sua resposta é Não!

Publicado em: 02/06/2014
Anúncios