Tag

Tag: Cheia de História

download-1.jpg

A querida amiga, Fabi Brito, do S.O.S Srta Brito, me convidou para a Tag: “Cheia de História” que consiste em apresentar respostas às dez perguntas; algumas pessoais, outras, mais gerais. Reitero o agradecimento pelo convite à Fabi. E recomendo fortemente aos meus queridos leitores, amigos e colegas, que ainda não conhecem o S.O.S da Srta. Brito que não percam tempo. O blog é ótimo e intensamente útil quando o assunto é moda, beleza e saúde. E, como não poderia deixar de ser, muito bem escrito.

1-Qual sua maior inspiração para escrever?

O silêncio. O barulho me distancia do pensamento. Não consigo pensar bem em algazarra. E, sem pensar, não consigo escrever. O silêncio externo me faz ouvir o barulho interno com clareza. E escrevo. Quando leio me ausento da minha presença, quando escrevo o faço para ir ter comigo mesmo. A minha fonte de inspiração para a escrita é um local bem iluminado, onde não possa ser prontamente interrompido e, principalmente, com o silêncio.

2-Há algum sonho secreto e que queira revelar?

Acho que não. E se fosse secreto, não iria querer revelar, hehe. Mas posso revelar um que não é secreto e sim desconhecido. Sonho ter meus últimos anos num local onde possa ter mais contato com a natureza. Andar descalço em um campo amplo, arborizado, vendo netos brincando e correndo livremente sem o risco de ser atropelados por automóveis ou sequestrados por criminosos.

3-O que te encanta?

A beleza feminina me encanta. Não só da mulher, das coisas todas. Ao ponto de pensar que toda a beleza para sê-la necessita ter algum traço feminino. Esse traço misterioso, mesmo quando constantemente se revela, mais parece esconder enquanto muito mais conquista. Da mulher, à parte externa ou interna, ainda quando a última conduz-nos para a irritação, é preferível à indiferença que o masculino sempre me causa. Isso se reproduz na literatura e em praticamente todas as artes, a maior parte dos grandes escritores de todos os tempos são homens. Contanto que de alguma forma estejam escrevendo sobre mulheres.

4-Como descreveria uma viagem dos sonhos?

Junto dos que amo, só não digo que viajaria pro inferno. De lá quero distância. Mas a viagem ao melhor lugar do mundo sem as boas companhias vale nada. Com eles, gostaria de viajar de trem, dos lerdos, pela Europa, ou navio por quaisquer mares.

5-Como gosta de passar o seu tempo livre?

Congregando, conversando, caminhando, lendo, escrevendo, assistindo um bom filme ou seriado.

6-Qual seu estilo de livro preferido? Dê um título para exemplificar.

Quanto ao estilo, leio de tudo e não tenho restrições, seja literatura policial, com conteúdo religioso, auto-ajuda. Não desprezo letra alguma como alguns leitores que têm muita afetação, e um ateísmo militante que beira o absurdo. Ninguém pode falar Deus que eles já torcem o nariz e dizem: isso não é literatura. Como se literatura fosse ateísmo, o mesmo já fazem com a ciência.

Mas tenho dificuldade com livros em que há muitas descrições de ambientes. Quando a descrição é das pessoas, até suporto com maior paciência. Mas ela se torna excruciante a mim quando é espacial. Prefiro, entrou na sala, sentou-se num sofá de couro e sua mulher veio com o andar de sempre reclamar de tudo a entrou numa sala vasta em que sua abóbada era de tal tipo, a poltrona tinha tecido desse tipo ou daquele outro em que o simples contato fazia arrepiar os pelos da cútis, ao centro havia uma mesa tal, as escadas eram de tal verniz, o tapete era da Pérsia com detalhes de não sei o quê, o lugar cheirava a isso ou àquilo, as estantes estavam carregadas daquilo outro, alguém veio com vestido esvoaçante, cheiro de lavanda e cara de relâmpago, recebê-lo com olhar não sei das quantas e, enquanto se sentava, pensou em como a porta com um talhe de serpente era belo. Sei que é quase sempre necessário mas, aja saco. Bem faria alguns escritores se enfiassem uma fotografia dos ambientes como alguns livros têm mapas, o problema é que sem isso alguns livros não iam ter nada…

7-Tem alguma frase, ditado, provérbio ou citação que norteia sua vida?

Amo todo Salmo 1. Tenho ele decorado desde os nove anos, época em que nem sabia muito bem o que estava lendo. É curtíssimo, mas tem uma força sobre-humana. Sintetiza a Bíblia toda.

8-Que período da história do mundo você gostaria de visitar, se fosse possível? Por que?

Quando olho pra trás, só desejo ir para frente. Qual cristão não gostaria de estar lá perto de Cristo? Acho que ouvir o sermão do monte da boca de Jesus seria tudo o que um homem pode desejar.

9-O que você mudaria em você? Por que?

Está aí algo que não sei. No aspecto físico, não acho que ninguém deveria se preocupar muito além da sua saúde. Nas coisas da vida, mudar essa sempre presente procrastinação, até pra lavar um copo.

10-Tem saudade de alguma coisa ou de alguém?

Sim. Às vezes sinto saudades até dos que me irritavam demais. De coisas, havia uma bala que vendiam numa banquinha de jornais próxima de casa, o gosto dela era inigualável, e jamais encontrei outra igual.

Indico para responder essa Tag a todos. Antes indicava nominalmente. Eu parei porque sou  um pouquinho suscetível. Abraço a todos, obrigado pela leitura.

 

Anúncios

3 comentários em “Tag: Cheia de História

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s