Artigos · Opinião · Religião

A verdade sobre a intolerância religiosa e perseguição aos gays (Republicação)

Há pessoas que acreditam numa intolerância religiosa estimulada pelos cristãos ou até praticada por cristãos. Outros acreditam que os mesmos cristãos, católicos ou evangélicos, são também homofóbicos, perseguidores de gays etc. etc. São indivíduos dotados de um desconhecimento da realidade que os cerca tão grande que é impossível ficar calado. É preciso que haja de vez em quando alguém que os chacoalhe, como fazemos com alguém que não para de olhar pro chão hipnotizado, para ver se ainda está vivo. É claro, considerando que o indivíduo não age de má fé ou pirou.

Vamos aos fatos para o primeiro caso: a intolerância religiosa dos cristãos. Selecionei algumas notícias recentes. As fontes estão ao final do texto. E são fontes de parte da imprensa brasileira, que no geral detesta noticiar esses fatos, fique claro.

Ataque a cristãos em universidade no Quênia deixa ao menos 148 mortos (1)

A cada ano, 100 mil cristãos são mortos por perseguição religiosa (2)

Em dois dias, pelo menos 100 cristãos mortos em atentados em apenas dois países; no mundo, passam de 100 mil por ano. E o que se tem é silêncio cúmplice ou covarde (3) (Reinaldo azevedo)

Mais de 100 milhões de cristãos são perseguidos no mundo (4)

Ataque a igrejas deixa 14 mortos e mais de 70 feridos no Paquistão (5)

52 igrejas queimadas e centenas de cristãos mortos no Egito. (6)

Mais cristãos são mortos hoje que na Roma antiga (7)

Freira implora por cristãos estuprados, vendidos e mortos pelo ISIS (8)

Genocídio de cristãos no mundo e o silêncio dos direitos humanos (9)

“A guerra contra os cristãos” ou “11 cristãos são mortos a cada hora” (10)

Pra quem ainda não entendeu, 100 mil mortes é igual a duas vezes o número total de homicídios no Brasil, que é um dos países mais violentos do mundo. Ou mais que a metade de todos os conflitos globais que ocorrem entre 2004 e 2007 no mundo inteiro, inclusive guerras. Esses conflitos mataram 170 mil pessoas em 3 anos. Contra cristãos, em 3 anos o número é praticamente o dobro. Considerando que esses dados estejam corretos, já que em países como a Coreia do Norte nem há como saber dado algum. E já ouvi estimativas de que são aproximadamente 200 mil cristãos mortos por serem cristãos em todo o mundo, anualmente.

Creio que está bom. É preciso dizer que isso tudo não é o fim. Há a indiferença. Pois além das mortes, torturas e toda sorte de perseguições, há o desprezo por parte de todas as autoridades mundiais que governam nações majoritariamente cristãs e não estão dando a mínima para os irmãos daqueles que os elegem representantes de países livres e democráticos. Na verdade, até vão às reuniões mundiais, como a nossa Presidente, Dilma Roussef, falar contra a “Islamofobia”…

Além disso, nos países que foram fundados por cristãos ou são cristãos, países livres e democráticos, nós vemos um intenso ativismo, um desrespeito diário à fé cristã, um verdadeiro ódio contra cristãos e intensas acusações de que são perseguidos pelos cristãos para promover a perseguição aos cristãos em seus próprios países. O grupo que mais vocifera esse tipo de acusação é o do ativismo gay, que é formado por vários heterossexuais, o caráter é político, não tem nada com sexualidade, tudo conversa fiada, são patrocinados por grupos políticos inimigos da liberdade e dos cristãos. E não tem interesse algum no direito de ninguém, ou se tivessem, deveriam estar lutando por eles em outros lugares.

Vejamos como é tratado o homossexualismo em países não cristãos:

Maldivas: Exílio para os homens ou chicotadas. Para as mulheres, prisão domiciliar.

Tanzânia – detenção de 30 anos à prisão perpétua para homens; multa ou detenção por 5 anos para mulheres

Ilha Nauru – até 14 anos de trabalhos forçados

Nigéria – pena de morte para homens e chibatadas e/ou detenção para mulheres em 12 estados. No resto do país, até 14 anos de prisão.

Emirados Árabes Unidos – prisão, multas e/ou pena de morte

Irã – pena morte para homens e chibatadas para mulheres

Somália — morte por apedrejamento nas regiões ao Sul e até 3 anos de prisão no resto do país

Mauritânia — morte por apedrejamento para homens

Iêmen — até 7 anos de prisão, 100 chibatadas e/ou morte por apedrejamento

Se quiser ver mais países acesse esse site (11)

Mas é isso. Diante de todo o exposto, percebe-se claramente quem sofre com a intolerância religiosa desde dois mil anos e quem persegue os gays. Todo o resto é falácia de ativista bobinho. Que pontua episódios individuais como se fossem genocídios e genocídios de cristãos como se fossem episódios individuais. E alguns têm coragem de falar em intolerância religiosa no Brasil e praticadas por cristãos. É pra se ver a que ponto chegamos com a lavagem cerebral…

(1) http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/04/1611625-ataque-de-milicia-a-universidade-no-quenia-deixa-15-mortos.shtml
(2) http://www.news.va/pt/news/europaespanha-a-cada-ano-100-mil-cristaos-sao-mort
(3) http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/em-dois-dias-pelo-menos-100-cristaos-mortos-em-atentados-em-penas-dois-paises-no-mundo-passam-de-100-mil-por-ano-e-o-que-se-tem-e-silencio-cumplice-ou-covarde/
(4) http://www.opovo.com.br/app/maisnoticias/mundo/dw/2015/01/07/noticiasdw,3373116/mais-de-100-milhoes-de-cristaos-sao-perseguidos-no-mundo.shtml
(5) http://tnh1.ne10.uol.com.br/noticia/mundo/2015/03/15/319445/ataque-a-igrejas-deixa-14-mortos-e-mais-de-70-feridos-no-paquistao
(6) http://noticias.gospelprime.com.br/egito-igrejas-queimadas-cristaos-mortos/
(7) http://blogdamarciamoreira.blogspot.com.br/2011/04/mais-cristaos-sao-mortos-hoje-do-que-na.html
(8) http://juliosevero.blogspot.com.br/2015/01/freira-implora-por-cristaos-estuprados.html
(9) http://homemculto.com/2015/03/09/genocidio-de-cristaos-no-mundo-e-o-silencio-dos-direitos-humanos/
(10) http://www.origemedestino.org.br/blog/johannesjanzen/?post=590
(11) http://ogay.com.br/noticias/os-paises-mais-hostis-com-a-homossexualidade-no-mundo

Publicado em: 25/06/2015
Anúncios

17 comentários em “A verdade sobre a intolerância religiosa e perseguição aos gays (Republicação)

    1. Cara, eu ainda explodo esse Windows Phone, rsrs. Pqp celular de b. Sobre o post, infelizmente é verdade, só cresce. Quando escrevi esse texto, eu estava numa dura batalha de mostrar pra certos neoateus que eles estão sendo, no mínimo, enganados. Outro dia um ateu queimou uma Bíblia dentro da faculdade. O vídeo tava no Youtube, não sei se ficou sabendo. Oras, quem não sabe que depois de livros queimam gente. Eu fico impressionado com o silêncio. Há uma matança de cristãos no mundo sem igual. E eles pouco falam. E foi difícil achar algo à época. A verdade, pelo que vejo, é que vão começar a matar cristãos no ocidente. Tudo está pronto pra isso. É o fim do mundo. Abraço, Ma.

      Curtido por 1 pessoa

  1. Em minha ignorância, acredito sempre que pessoas se valem da religião apenas para impor seus pensamentos e suas vontades já que há uma diferença astronômica entre ser religioso e ter religião.
    O religioso não pé temente, não acredita em pecados, em jejum e aceita a religiosidade de cada um como algo satisfatório a ela.
    A religião já determina regras de associação, criando e determinando as mesmas para separar quem é do clube e quem não é associado. É nesse ponto que começam os conflitos, as gueras, as lavagens cerebrais, e até mesmo a formação de hábitos que tornam aquele seguidor ignorante a outras concepções usando apenas a dele como a grande verdade a ser defendida.
    Nos seres humanos como criadores e criaturas necessitamos de ter um Ser superior para dar-nos conforto, esperança, destino, força e vontade de evoluir como seres dignos. Sem essa concepção de FÉ em algo maior, como iremos explicar a criação do universo, a nossa vida e de tudo que venhamos a descobrir? mera consciência, acidente natural?
    Bem não sei quanto as outras pessoas, mas na minha concepção fico muto próximo do Namastê, acreditando sempre que o “Deus” que se manifesta em mim saúda e contempla o “Deus” que se manifesta em outro Ser. Indiferente de seus atos, seus costumes e sua pratica de vida, estando vivo, já é no meu entender alguém que trás dentro de si essa manifestação de Deus, em alguns ela pode até estar adormecida e em outros bem aflorada e já bem evoluída, 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Prezado amigo, respeito sua posição. Mas esse texto fala de cem mil cristãos assassinados por serem cristãos e seu comentário é contra esses? Talvez eu tenha sido vítima de alguma espécie de analfabetismo funcional. Mas que elo há afinal entre o que eu escrevi e o que você escreveu? O da religião talvez… Eu não acredito num Ser superior pra me dar conforto. Se você reparar bem, Pode-se não acreditar num Ser superior pra ter conforto. Por exemplo, sugiro a reflexão seguinte: o que visa roubar e matar terá mais conforto se não acreditar num Ser superior e no inferno ou não? A rigor, a religião cristã é limitadora de práticas chamadas pecados, que dão bastante conforto pra adúlteros, agiotas, sonegadores e mentirosos contumazes. Esses que tal praticam têm grande conforto em não acreditar num Ser superior… Abraço, amigo, ótimo dia.

      Curtir

      1. Não é posição é pensamento de uma outra forma de observar. Se morreram cristãos, mulçumanos, judeus, protestantes ou quantas la forem, não contabilizo, mesmo porque a guerra religiosa é tão velha e tão cruel que não vale comentario de julgo. Quando argumento, tento olhar como pessoas e claro nesse sentido sim não tem como não agregar suas culturas, crenças e épocas.

        Curtido por 1 pessoa

        1. Bem, geralmente, as posições são formas de observação, ou as formas de observação são posições. Mas entendo o que diz. Morrem cristãos, o genocídio é contra cristãos. É o que diz o texto. As guerras religiosas creio não terem matado quase nada comparadas às irreligiosas do século passado. Se formos analisar o nazismo, o comunismo entre outros ismos do século passado, que nada tinham com a religião, elas mataram mais que todas as guerras religiosas juntas. Naturalmente, há conflitos religiosos, mas se não houvesse religião, iriam brigar por outra coisa, é do ser humano viver desse modo. A culpa não é da religião mas da falta de amor ao próximo, que é o que o cristianismo prega. Se o mundo fosse todo cristão, de verdade, seguindo o que Cristo pregou, não haveria guerra. Quanto às outras religiões, tenho cá minhas dúvidas, e também quanto ao ateísmo. Abraço, amigo. Obrigado pela sua opinião.

          Curtir

    1. Cara amiga, não acredito no ecumenismo. Ele iguala e visa igualar o que pra mim é inigualável. No entanto, creio que no sentido absoluto, você quis chamar a atenção para o respeito e a convivência, concordo totalmente. Beijo, amiga. Ótimo dia.

      Curtir

    1. Olha, Abá. Eu não concordo com o modo como o ecumenismo é tratado pelos líderes religiosos, mas creio que todos devem expor suas opiniões. A Mia tem lá seu blog ou o botão resposta acima, caso queira conversar com ela sobre o assunto… Eu não “curto” muito esse negócio de comentar comentários. Nunca fui fã. Quem quiser discordar de um ou outro, fique à vontade, mas não me use como ponte. Enfim, é isso. Abraço e boa noite.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Agora que vi seu comentário. Desculpe Waldir, mas claro que o que falo não foi direcionado a Mia, e sim a você, até porque eu respeito a opiniao de todos, mas como as vezes acontece, pensei que vc tivesse “pescado” o que disse, o meu comentário sobre ecumenismo foi pela lembrança dos velhos debates no Recanto, em que esse tema foi extremamente discutido, principalmente quando falamos em perseguição religiosa. Até pesso desculpa a Mia se ficou parecendo que estava a afrontando, não foi esta a intenção, como sempre, o meu gosto em comentar e não apenas curtir pode estar deixando de alguma forma chateado, se assim ocorre, posso não fazê-lo por respeito a você e os seus demais comentaristas. Bom dia

    Curtir

  3. Diante de tudo que vc falou, eu diria que há dois problemas aí, e que não são só sobre essa questão: manipulação de números e de conceitos. Veja:
    1) manipulação de números – veja como os contrários à diminuição da maioridade penal apresentam seus números; é mais ou menos assim (vou chutar os números, pois ao contrário dos políticos, não fico decorando essa merda): de cada 1000 homicídios, apenas 5 foram cometidos por menores. “Só” esquecem de dizer o seguinte: que pegam 1000 homicídios entre esclarecidos e não esclarecidos, de onde pinçam 5 esclarecidos. Ora, como é sabido, o número de homicídios esclarecidos é muito pequeno, então a proporção está equivocada. Mas apresentam assim e engolimos com farinha.
    2) emprego indevido de palavras – aqui, quando teve aquele episódio dos professores, muitos foram à imprensa chamá-lo de “chacina”. Só que chacina, conceitualmente, é uma grande mortandade. E – graças a Deus – ninguém morreu naquele dia. Então, criaram a chacina sem mortos, e engolimos com farinha.
    Sinceramente, estou com o saco cheio de farinha.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Na mosca, caro amigo. Em outro artigo eu falava a respeito do uso de dados para propagar uma ideia de perseguição inexistente. Não que não haja o preconceito, há, é claro que há. Não ignoro. No entanto, é preciso notar que todos os grupos sofrem de algum tipo de preconceito, e que opinião não pode ser classificada como preconceito. Muitos vão dizer que ninguém deve opinar sobre a sexualidade alheia. É assunto de índole pessoal. Veja que desonestidade. A opinião não é sobre a sexualidade alheia, mas sobre a mudança de paradigma mediante a imposição. O casamento entre outros institutos é sim passível de discussão e de troca de pontos de vista. Levam tudo isso para a questão dicotômica, preconceituosos e não preconceituosos. Entrar num debate assim é procurar a desvantagem. Tudo está perfidamente direcionado à ridicularização da manifestação alheia. E há ainda outros aspectos como o uso político da temática com fins que nem em sonho vislumbram o direito de ninguém. É preciso ser muito burro para não ver. Abraço, caro amigo. Ótimo fim de semana.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Caro amigo, é bem por aí. Para entrar numa discussão dessas, é necessário afastar tantas armadilhas que, como vc disse, muitas vezes nem vale a pena. Um forte abraço e uma ótima semana pra vc.

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s