Crônicas · Poesia

queria.

Queria dos braços abraços
Queria dos beijos os beiços
Queria dos traços amassos
Queria dos seixos os eixos

Queria da cútis leitaquosa
Borrar seu batom pela força
Extrair inaudíveis intervocálicos
Traduzidos por quero e amo

Queria seu vento na cara
Do aperto gemido escancara
Confessa entreaberto aberto
Um corpo e pano encharcado

Queria seu grito de gritos
Nos decibéis todos da potência
Das unhas rasgantes cortantes
Que sangra na carne entrada

Queria gozar o teu gozo
Escorrer de dentro pra fora
Da veia lateja que pulsa expulsa
Vida que morte me traz

Queria cair como chuva
Em terra sedenta pedinte
Descer de molhar e nutrir
Penetrar de pingar infiltrando
Deixar tudo verde brilhando!

Queria correr de mãos dadas
No meio do mato sozinhos
Cantando, sorrindo, vivendo
Dançando, caindo e gemendo
E acima o sol amarelo!

Anúncios

9 comentários em “queria.

  1. Reenviando a mensagem corretamente, pode apagar a primeira por favor. Msg: “Queria” (?)…..Muito bom seu texto. eu estilo que passeia em todas as áreas e consegue surpreender. Poeta e escritor completo. Meu beijo e abraço bom fim de semana querido.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s