Crônicas · Poesia

Eu te amo

 

heart-in-the-palm-of-your-hand-811368_960_720

Eu não te conheço?
Já não te amava?
Ontem acabou, acabou!
Pra começar de novo agora.
Eu te reconheço e te reconheci
Inevitável:
Amo outra vez!
Como pode brincar com meu coração
Destruindo-o com mais e mais Amor?
O pobre nem mais tem sangue
Mas de um faço-te mil.
Oh, Minha Bela e Minha Amada,
Diga-me de novo seu nome,
Diga-me de novo sua idade,
Chore e sorria de novo,
Cale-me de novo,
Faça de mim o que quiser,
Mas dê-me de novo sua semi-nudez
e a completa?!
Eu não me canso que me diga e me dê
É invencível no ato e no tato
Ao me deixar sempre estupefato
Sei que já ouviu isso mil vezes,
Mas dessa vez vai ser diferente,

Eu te amo! Te amo! Amo-te!  Amo te amar! Eu te amava! Eu estou te amando, Eu te amei, Eu te amaria, Eu te amara, Amo você,  Eu queria te amar mais, mas o mais não existe. Eu te amarei, Eu te amarei! Só mais uma, duas, mil vezes mil: Pra te amar de novo uma outra vez!!!

DEFINITIVAMENTE,

EU TE AMO!

 PS: Não é por acaso que este é o post 100.

100 vezes te amo!

100

Anúncios

24 comentários em “Eu te amo

  1. Já demorei-me no título. Três palavras tão miúdas, mas com um significado estrondoso. Meu querido amigo, não tenha dúvida que arrancou muito mais que suspiros de sua sortuda amada. Digo mais: calou-a.
    🙄

    Curtido por 1 pessoa

    1. Suas palavras são valiosas pra mim e não são estímulo a mais. Nesse momento, são o próprio estímulo para melhorar e transitar melhor. Obrigado por isso, lindalaynnecris. Você é maravilhosa. Beijos, boa noite.

      Curtido por 1 pessoa

    1. Certamente, esse amor está dentro também do incondicional, já que é esse o único que existe, que nunca se apaga e contém em si a chama de todos os outros. Forte abraço, caro colega. Obrigado por essa visita ilustre no meu humilde espaço.

      Curtido por 1 pessoa

        1. Valeu, caro. Reitero, uma honra. A propósito, não sei se já te parabenizei, sem qualquer tipo de puxa-saquismo ou desvalorização dos demais, os seus microcontos no Vol 1 foram os mais apreciados pela minha pessoa. Questão de estilo, humor e sarro misturados e a despreocupação e a fuga do abstrato, que já virou paradigma por aí. Essa praga infesta tudo, nunca gostei. Refletir sim, enlouquecer tentando achar sentido onde não há, não. Por isso, meus parabéns meio atrasado. Sem você, a obra não seria a mesma. Até… Antes que comece de fato a puxar saco. hehehe.

          Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s