Crônicas · Poesia

Olha pra mim

eye-413734_960_720.jpg

Olha pra mim

 

Ei, psiu? Olha pra mim

Corre um pouco isso

Sim, do lado direito

Mais abaixo, lá no finzinho

Estou olhando pra você.

Conheço já a inclinação do teu calcanhar

As curvas perfeitas dos teus dedinhos

A tortuosidade charmosa das pernas, (que pernas!)

A beleza e a cor e a maciez da pele

Posso sentir daqui os pelinhos amarelecidos crescendo

Em sonhos, beijo-os sem beijar aos sussurros

Como um encantador para que se levantem

Ainda que você olhe para cima ou para os lados

Eu olho nos teus olhos enquanto subo:

Ao umbigo e me demoro, no pescoço

E você suspira profundamente, quase entregue

Fechando essas duas bolinhas minúsculas

Não me importo que as cerre,

O que digo vai no ouvido,

Um digo bem baixinho:

Estou apaixonado!

E só então você me olha

Não sei se com desprezo ou surpresa

Como se isso importasse,

Só queria que me olhasse

Como eu te olho agora ou depois

Não como Davi olhou de cima

Caindo e soluçando

Porque pra te ver olhei pra cima

Voando e soluçando:

De FELICIDADE;

Que da posse me desobriga,

Só de poder um pouco por dia,

No seu colo me abrigar!

Ah, se eu pudesse e você quisesse!

Eu prometo vingança (boa) e cumpro.

 

Programado para ser postado. Estive mas não estou.

Obrigado a todos, de coração, por isso:

500

Anúncios

8 comentários em “Olha pra mim

  1. Quanto a publicação: ❤
    Quanto a ti: meu aniversário é amanhã, mas creio que o presente veio a um tempinho – sua preciosa amizade!
    obs: que história é essa que só volta em 01.01.17? Volte agora, volte já! Sinto sua falta por aqui. (Bela foto).
    Beijos e obrigada por ser quem é.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Como versejou Fernando Pessoa, “que o poeta mente, a dor que deveras sente”, mas eu, que deste caminho conheço, afirmo, “que ele não mente, a paixão que de verdade sente”. Vê-se e se sabe que, ele ( o poeta), tem-se de amores posto, quando, como as ondas do mar, debrua de escumilhas rendadas elogios à sua amada e de perfumados versos sua musa veste. É o que vi, e esta é a tela que faço do seu poema, que com toda certeza, pôs nela lágrimas nos olhos! Homem de Deus, você tem dois corações; um na boca, e outro na ponta da sua pena. Parabéns para a tua musa, que te ensejou tão forte inspiração. Não tenho dúvidas de que ela mereçe!
    Graaaaaannnnnde WLD ! Meu amigo de tão pouco, e que já me parece que há anos e anos, te conheço. (Obrigado pelo que escreveu ao meu texto).

    Curtido por 1 pessoa

  3. AAAAFFFF!!! Ninguém merece este “c” com cedilha que digitei no final do meu comentário acima kkkkkk . Eu tinha uma professora no primário, que ao ver um erro grosseiro de minha parte, me perguntava se era o “Saci” que tinha escrito aquela palavra naquela forma estúpida. Ou, quando ela esquecia de algum objeto ou alguma coisa que precisava ter levada para a aula, a culpa era sempre dele rsrsrs. Ele que escondia, que tirava, que punha o que não devia, pois, como nas lendas da época, somente ele era dado a fazer traquinagens para nos incomodar. Vou culpá-lo, portanto! Abração!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s