Crônicas

Fatos da infância (pra não dizerem que escrevo pouco)

Fato 1

Quando tinha 9 anos, ou 8, ou 10, eu mudei de escola. Fui estudar numa sala que deveria ter umas 20 meninas e 12 meninos. É claro que isso ia dar problema se começássemos a sei lá… A algo. Enfim, eu fiz razoável sucesso, não era tão feio como agora e nem casado (porque agora as meninas passam por mim rindo da minha cara. Acho que é porque faço caminhada de botas). Recebi uma cartinha que era uma lista. Sete nomes. Pois bem, sete nomes de meninas, vejam só. A que me entregou deu-me uma ordem: “Não é pra contar pra ninguém, é pra você escolher com quem você quer namorar, só uma (eram monogâmicas as gurias). Pense bem!”

Pois a que me entregou a lista estava sendo desonesta, ela também estava na mesma, e esse “pense bem” foi ameaçador. É claro que eu não contei pra ninguém. Mas fiquei irritado. Primeiro porque a que eu realmente queria não estava lá. E segundo porque as outras que eu queria não as podia ter em número plural. Logo, desobedeci e marquei 4 quadros (sou normal) e acabei ficando sem nenhuma. Claro.

Fato 2

Esse é bem curto. Um coleguinha ficava me cutucando para colar minha prova. Ele era mais forte, e eu tinha medo dele. Já havia colado de mim algumas vezes. Mas nesse dia eu estava nervoso com algo. Virei e o soquei na cara com toda a força. Fiquei de castigo atrás da porta. E ele abriu um berreiro sem igual. Nunca mais me pediu cola e foi sentar-se bem longe.

Fato 3

Quase morri muitas vezes, mas estou vivo.

Fato 4

Mulheres que são zueiras eu não gosto não. Uma moça linda de uns 16 anos (eu tinha uns 11 ou 12) que vendia doces na cantina da escola fez-me o seguinte:

Você gosta de mim?

É claro que disse que gostava, ela era toda “coisadinha”. E eu era tímido, mas disse mais: “Gosto e faz tempo”. Na verdade, não gostava dela, mas do que ela tinha.

Ela sorriu, tão bonitinha a cobrinha.

“Na saída, quero conversar com você, gosto de você.”

Pois bem, na saída não tinha ninguém.

Fiquei lá que nem um besta uns 30 minutos.

E, no dia seguinte, veio me pedir desculpas. Segundo a irmã mais velha, eu não merecia isso. Falei que se fodesse e não me enchesse e mandei tomar no cu, claro. Pois, naquela época, eu já era bem educado.

Fato 4

Foda-se.

Anúncios

34 comentários em “Fatos da infância (pra não dizerem que escrevo pouco)

  1. Gente, que moço rebelde HAHHAHAHHA
    Ui, garanhão das menininhas! Sério isso? kkkkkk Bem, quem muito quer nada tem, fato.
    Waldir, eu sei que você é um homem elegante (ao menos imagino), mas pra andar deixa de marra e bota um tênis! ^^
    Como assim quase morreu? Muitas vezes? 😮
    O fato 4…. tenso.
    Sem mais.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Cê é zueira hein. kkkkkkkk. Quedas, minha cara, quedas. Ou você acha que quem tropeça na rua depois dos trinta fazia o que quando criança, voava, claro. Como vou andar de tênis no barro e no meio da floresta. Você não perguntou onde moro, é no Pantanal, aqui nós vamos ao mercado de cipó. Off: Recado para todos os leitores. Mayara Kubitschek de Oliveira recusou o Prêmio Dardos. Pois acha que o WLD Waldir Ladrão Dias é muito zueiro. Por esse motivo estou excluindo o WordPress, e vou postar no Blogspot. É muita vergonha.

      Curtido por 1 pessoa

      1. “Cê é zueira hein” na sua postagem você disse que não gosta de mulheres assim. Você não gosta de mim? 😮
        Aah.. foi você mesmo que disse que elas riem porque faz caminhada de botas! Se fosse claro o motivo pelo qual você o faz, porque elas ririam? (eitaaaa trem!)
        Eu não estava presente quando fiz a recusa HAUSHAUSHAUSHASUHAUS
        E pare de drama, você está parecendo… Eu.

        Curtido por 1 pessoa

          1. Desculpa. Eu, até este momento, estava totalmente boiando no tocante a você dizer-me que havia me indicado ao prêmio Dardos. Me explicarei: eu NÃO vi essa sua postagem, achei que referia-se a nossa conversa de ontem na sua primeira TAG do prêmio Dardos. Jamais passou pela minha cabeça que você teria feito outra e indicado blogs até porque você me disse que achava desconexo fazer isso, visto que tinha uma posição contrária. Eu fui clara? Me desculpe, não te ignorei, simplesmente não sabia do que você estava falando! Mas… em todo caso… a culpa é sua! KKKKKKKKK você não me explicou adequadamente 😛
            E é Mayara K. P., portanto mude o sobrenome, obrigada – de nada.

            Curtido por 1 pessoa

            1. A culpa é minha por isso coloquei em você. Quem disse isso? Cadê o citador de citações? Rsrs. Funcionou minha tática. Arranquei um P. Deve ser Paloma, certeza. Ou Paz ou Pádua ou Pinto ou Pachovski. Mas também pode ser P mesmo. Legal. Pois é. Eu tentei avisar desde o início. Pode conferir. É que você me conceituou irônico próximo da loucura. Mas falando sério. Você merece. Tenho certeza que muitos dariam se tivessem. Mas só eu tenho. Pode pesquisar. Eu disse falando sério? Perai. Então merecido. Você merece. Obrigado pela paciência, desculpa as minhas zoeiras, as suas eu não desculpo. Run. Run. :/

              Curtido por 1 pessoa

    1. kkkkkkkkkk. Pois, então, cris. Eu estava pensando em falar do meu passado rockeiro, outros eiros, tipo um deles seria fumeiro, mas to com medo de ser censurado, ou até acusado de apologia às baboseiras. Enfim, bom fim de semana. eu ainda ia publicar o melhor conto de suspense que já escrevi na vida, mas esse eu não escrevi à caneta, foi direto no pc, e, não salvei, fechei e cliquei em não e perdi tudo. E mesmo que reescreva, não vai ficar igual. Aí lascou, acho que agora vou me recompor, estou bravo pra c….. vou assistir novela pornô da grobo pra me acalmar. Abraço, fica na Paz.

      Curtir

      1. Conte-nos todos os detalhes sórdidos, fiquei mais curiosa ainda. Ninguém vai te censurar aqui , afinal, águas passadas não movem moinho, o que passou , passou etc. etc kkkkkkkkk Alem do que , não há adolescentes nem crianças aqui suscetíveis kkk

        Curtido por 1 pessoa

          1. Mesmo assim, conte+nos algo nem que seja por email kkkk sou curiosa mas minha boca é um túmulo RS se bem que andei contanto algo que Deus iria fazer na minha vida e me dei mal. Fiquei até desacreditada mas , seja o que Ele quiser. Fiquei e estou confusa mas só devo a mim. Todavia, segredos dos outros sou boa em guardar, garanto rsrs qualquer erro aí desculpe pq além de estar no cel estou sem óculos kk perdi o sono mas estou com preguiça di ir pegar na sala. Feliz domingo

            Curtido por 1 pessoa

      2. Fiquei triste agora com o conto que foi pra o espaço. Já aconteceu comigo de escrever uma boa resposta pra alguém, bem grande e a Net falhou , mas eu escrevi de novo só de raiva e acho até que escrevi bem mais kkk tente novamente!

        Curtido por 1 pessoa

          1. Que pena, também tenho lapsos de memória , quando vem algo na minha mente , se não escrever esqueço totalmente. As vezes envio emails pra mim pelo cel. escrevo por alto pra lembrar o pensamento. É triste esquecer as coisas rs

            Curtir

  2. Waldir, faça-me o favor de acessar suas configurações do WordPress e permitir mais comentários agrupados numa mesma conversa, pois não pude dar uma resposta ali em cima devido à isso.

    Respondendo, portanto, aqui: Tive uma cachorra chamada Paloma, na infância. Quando meus pais brigavam comigo eu entrava na casinha junto com ela…. .-.

    Ai céeeus! Claro que você não desculpa.. não tem o que desculpar! 😉

    Curtido por 1 pessoa

  3. Meu Deus você me deixa tonta e junto com a Mayara piora tudo. Será a idade? rsrsrs Seus posts tem que ler de cabo a rabo, ou seja, temos que incluir as respostas já que fazem parte.
    Seus fatos de criança…já fiquei atrás da porta também, mas não é surpresa, eu era do fundão. Lembra? Mas passava mais tempo na secretaria na verdade.Era uma incompreendida.
    Você fazendo caminhada de botas foi o máximo! Pantanal meu amor??? Isso é fantástico! Bioma riquissímo e muito lindo. Quando me formei, era aí que eu queria trabalhar, mas a vida não ajudou muito e fiquei pelo Rio mesmo.
    Então o senhor era o queridinho da classe hein? Até dar uma resposta boa e adequada, pelo menos. rsrs Rebeeeelde.
    Estou só te vendo daqui. Hahaha
    Beijo lindo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vou te falar. To me divertindo. Kkkk. Tomara que essa zoeira toda não acabe com a reputação das seguidas, porque a minha claramente não existe mais. Kkk. Sério isso. Olha você é mesmo daquelas que gosta de um desafio.

      Curtido por 1 pessoa

      1. Hahahaha rio com você como rio com poucas pessoas. Sua reputação é…surpreendente. É fantástico te ler e ver o quanto de rebelde há em você. Realmente adoro.
        Desfio por quê? Porque queria ir pro Pantanal? Claro que gosto! Tenho certeza de que teria sido muito feliz por aí. Sou Eng. Agrônoma, nunca falei isso aqui. Mas olha se pra você eu não falei?! É isso meu amor, ou matemática ou português na vida da pessoa. Eu obviamente, não sou boa em português, mas me esforço.
        Ainda lendo você aqui e tentando administrar as mil abas (que nunca deveria ter aberto. rsrs).
        Bjoooo

        Curtido por 1 pessoa

          1. Ahhh isso deve ser de profissão. Também sou completamente avoada. rsrs
            Mas vemos uma cobra a quilômetros de distância. rsrs Eu, ao menos, vejo.
            Já passei por umas boas no Pará. Nem digo nada. Pânico nem chega perto.
            Mas vamos que vamos.
            P.S.: Realmente gostaria de ver você fazendo sua caminhada de botas.
            E por aí? Cano longo, com certeza.
            E outra coisinha. Não se chame de feio. Ok? 😉
            Isso é mania de homem? Que coisa!!! rsrsrs
            Bjooo

            Curtido por 1 pessoa

  4. Facto 5 (sim, por cá, deste lado, escrevemos com “c”, antes do “t”), mas adiante, que não vim aqui para debitar sobre acordos (ou não) ortográficos.
    Então, retomando, :
    Facto 5-
    Bendito sejais vós, entre as mulheres! 🙂
    Bom domingo.
    Abraço,
    Mia

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pois é Mia. Tinha um colega de Portugal no Recanto que me chamou a atenção para o facto. Não recordo, mas parece que vocês usam fato para roupa, terno? Enfim, desrespeitei você como leitora e peço desculpas, prometo melhorar ou não, rsrs. Sobre mulheres… Abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Quer dizer que vc era “O POPULAR” …….hummmmmmmmmmm….sssrr….Vc me fez lembrar o grupo no qual pertencia na sétima série….feinha e desengonçada, não tinha tempo para pensar nesses namoricos de escola, tinha que estudar e trabalhar, mas isso eu era a melhor amiga do “popular da escola”, então mesmo sendo uma pessoa levemente estranha, tive muitas “amigas sinceras”…kkkkkkkkk…..elas se aproximavam de mim por causa dele, pedia para passar recados.Uma vez ele me abraçou pelo pescoço, deu uma chave de braço e disse ” T. vc é a única em quem eu confio. Vc é a única menina que presta nesta vida. As outras são interesseiras….” , a gente aprontava muito junto…..mas não era bem assim também, né…sssrr…..não é que eu não tinha nenhum interesse, na verdade eu sabia que não teria chance…..kkkkkkkkkkkkkk…ora, se as outras mais lindas e populares não teriam, imagina eu!!!!!!…..então éramos amigos porque era melhor que nada! ahhahahahaha….mas ele nunca soube. Eu sabia de quem ele gostava, enquanto as minas arrancavam os cabelos por causa dele, ele adorava, curtia com todas……

    Curtido por 1 pessoa

    1. Era nada, o popular era um colega que recebeu uma com nove. Provavelmente com as “minhas” sete. Mulheres desde pequenas são mulheres. Incrível né? Mas isso foi no início, depois apareceram novos alunos para receber listas e eu fui escanteado. Ainda bem, pois não estava estudando mais. Abraço, bom domingo, Abá.

      Curtir

  6. ah…para de modéstia!!!…..assr….vc tem cara de popular….nossa lendo seu texto me veio tantas histórias na cabeça dessa época, até comecei a escrever…ssr….sério, sinto muita saudade desse meu amigo, até hoje eu sinto que foi o meu melhor e único amigo…..e ele confiava mesmo em mim…. depois me mudei de cidade e só uma vez o reecontrei. Eu nunca fui popular, pelo contrário hahahhaha….enquanto as meninas estavam juntas eu ficava separada, introspectiva e observando….só sorria com ele. Ele era palhaço mas era inteligente, tinha duas covinhas na bochecha, a coisa mais fofa. Dessa época posso dizer que só disso tenho saudade, foi uma época que por muito tempo procurei não lembrar……..obrigada, feliz tarde.Bju

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s