Crônicas

Voto Secreto? (Republicação)

Quando nego a alguns conhecidos de filas bancárias ou de caixas de supermercado o meu voto, pensam que nego porque vou votar no opositor, e daí pra uma briga falta pouco. Estou tentando e experimentando a seguinte estratégia: pergunto o voto deles e, qualquer que seja ele, digo que voto no(a) mesmo(a). É um convite para apertos de mãos e efusivos elogios, além de me livrar de ser esbofeteado publicamente.

Publicado originalmente no Recanto das Letras em: 21/10/2014
Anúncios

7 comentários em “Voto Secreto? (Republicação)

  1. Concordo, meu caro amigo. É muito desgastante discutir o voto. Ainda mais em cenários polarizados como o atual. Polarização essa construída pelo partido no poder, que sempre se beneficiou do discurso que divide as agendas em “nós = o Bem” contra “eles = o Mal”. Em cenários assim, não só é perda de tempo como, vc bem disse, é arriscado.
    No ano passado, no ponto de ônibus, cometi a burrice de discutir com um desconhecido. “Mea maxima culpa”. Experiência única; espero que última. Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s