Crônicas · Recanto das Letras

Fatos Estranhos (Republicação)

Fato 1:
Tenho a sensação de antes mesmo de vir a esse mundo ter sido questionado sobre que corpo e que local deveria escolher. Com a total responsabilidade de fazer algo específico, uma missão. Não sei de onde surgiu esse tipo de impressão, se por sonhos ou por alguma droga que usei. Sei que é estranho. Estranhíssimo. E nesse processo, passei a refletir sobre a destruição da memória. Talvez haja algo de verdade nessa sensação, mas que foi destruída pelas inclusões de minha própria imaginação. Aumentei demais o que deveria ser algo bastante real e o que restou nisso é a estranheza. Em última análise, destruí a minha memória.

Fato 2:
Na adolescência, depois de tomar um pouco de cerveja e me envolver com uma garota a noite toda, fui a pé para casa. Alta madrugada. A distância não era pouca, coisa de cinco quilômetros. Chegando perto de uma curva, numa estrada bastante escura, vislumbrei um poste na extremidade dessa curva. Tenho absoluta certeza de que andava e andava e nunca saía do lugar. Acredito que isso durou cerca de meia hora. Para meu desespero, não estava com relógio nem celular. Que nessa época, ainda era bastante raro (e nem sou tão velho assim). Isso ficou mais estranho porque na ânsia, passei a correr. E não chegava de forma alguma a terminar essa curva. Ou alguém me drogou sem eu saber, ou eu enlouqueci, como dizem: um surto. Só sei que quando cheguei em casa, depois de vencida a curva, num último ato quase insano de ir ao poste quase de cócoras, nunca mais ousei voltar tarde pra casa e deixar meus pais mortos de preocupação.

Fato 3:
Numa fila na rodoviária para entrar no ônibus, reparei num senhor e num mendigo que estava próximo a ele. Não sei o que me chamou a atenção. Mas o mendigo estava olhando fixamente para esse senhor na fila. Nem piscava. Achei aquilo meio estranho, e o senhor não percebeu, creio eu. Vi tanto o senhor chegando quanto o mendigo, e não notei qualquer tipo de conversação. Lembro disso agora, mas antes do acontecimento só estava mesmo olhando a minha volta. E, numa dessas olhadas, eis que o mendigo se levanta e vai em direção a esse senhor da fila. Sem meias palavras e qualquer cerimônia, surge uma bofetada daquelas. Só ouço o estalido e o cambaleio do senhor. Que, estupefato, sem entender patavina, fica com vontade de esmurrar o mendigo. O que é evitado pela turma do deixa disso. Sem moralismos, se é comigo e alguém tenta evitar, desconto nos que estão no caminho. O pobre senhor, com a face vermelha quase roxa, já que era bem branco, teve que agüentar a pancada e ir pra casa vencido.

Publicado originalmente no Recanto das Letras em: 14/07/2015

Anúncios

6 comentários em “Fatos Estranhos (Republicação)

  1. Sabe, as vezes penso também que vimos nossa vida. Ou no útero ou a alma antes de nascer. Foi-nos mostrado para vermos os caminhos a seguir, talvez varios caminhos dos quais também vimos o final de cada um. E de alguma forma, bem la no fundo fizemos nossas escolhas e talvez seja por isso que nos desviamos ou seguimos em frente e temos aquela sensação de D’ejavu. (Não lembro se é assim que se escreve) as vezes temos sonhos ou pressentimento. Pode ser por isso que ? Talvez Deus tenha amado nossas almas ou não, pq ele viu o que a entristeceu ou o que a alegrou. Sei lá, acho que penso demais kkkkkk uma vez acordei no meio da noite e era estranho não conseguia me mexer e havia alguém gemendo perto e eu queria levantar mas não conseguia, durou minutos que pareceram uma eternidade. Até que consegui me mexer e não ouvi mais nada e também não levantei.

    Curtido por 1 pessoa

    1. kkkk. Pois é, isso de fato aconteceu, uma cena das mais escabrosas. Minha cara, mas fiquei tão feliz mas tão feliz pelas suas leituras e comentários que você não pode imaginar. Muito obrigado mesmo. 🙂

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s